Funchal, paisagem esperada

Funchal, paisagem esperada

A viagem ao Funchal confirmou as minhas expectativas de paisagens marítimas e floridas mas acabei com algum desalento face à pressão turística existente.

Quando nos aproximamos do Funchal de avião é o relevo que em primeiro lugar nos chama mais à atenção.

A ilha tem vales muito marcados, com encostas muito íngremes para onde confluem cursos de água de força brutal em períodos de chuva.

Ainda antes de aterrarmos no aeroporto da ilha da Madeira, o denso polvilhado de casas não nos deixa indiferentes. Não resulta em grande densidade populacional já que são casas do tipo uni-familiar em vez prédios de vários andares mas, ainda assim, está muito urbanizado.

O aeroporto é muito movimentado sem que exista uma época verdadeiramente calma. É o primeiro sinal que estamos num local muito concorrido.

Para onde quer que olhemos, deparamos  com anúncios mais ou menos evidentes que se relacionam com serviços relacionamos com turismo, maioritariamente turismo de natureza.

Aqui o turismo está fortemente presente e não há como escapar. Isto não me surpreende nem estranho mas também não consigo dizer que me agrade.

Esta visita à Madeira passou pelo Funchal. Não se centrou na cidade mas sim nas caminhadas e fotografias em ambiente rural.

Naturalmente, não deixei de gastar aqui algum tempo já que era uma oportunidade para conhecer o Funchal cuja herança histórica, cultural e paisagística é muito interessante não faltando o que ver e fazer.

Visitar um local muito turístico dificilmente me cria boas expectativas mas mesmo assim há sempre espaço para boas surpresas para além de profissionalmente serem necessárias.

Como não poderia deixar de ser, a gastronomia e vinhos também constaram na lista de provas com grande expectativa da minha parte.

Gastronomia, vinhos, herança cultural, jardins e passeios acessíveis a partir do Funchal serão temas que irei abordar em futuros artigos relacionados com o Funchal.

Divirtam-se,

David Monteiro

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: