Caminhas ou fotografas?

Caminhas ou fotografas?

Para quem gosta muito de caminhar é tão maçador estar à espera de quem se atrasou por estar a fotografar como para quem gosta de fotografar é irritante estar sempre a ouvir “ … anda lá ... vamos embora …”.

Haverá solução para este dilema? Será que é um dilema? Porque não fazer as duas coisas?

Tanto a existência da dúvida como a possível resposta dependem da perspectiva individual, não há resposta certas nem erradas.

Há porém a considerar o objetivo da atividade e a utilização de algum bom senso face à situação quando o objetivo desse evento não é expresso de forma clara.

Uma caminhada em que se pretendem prestações elevadas não é compatível com a prática da fotografia da mesma forma que num passeio fotográfico o ato de caminhar é secundário ou acessório.

Pessoalmente, cada vez gosto mais dos passeios fotográficos mas não consigo passar muito tempo sem uma caminhada de maior intensidade e que me faça sentir vivo. São dois objetivos distintos e gosto das duas atividades.

Profissionalmente deparo-me com variadíssimas situações onde tento gerir cada caso em direção ao consenso, o que normalmente se consegue.

Quando o objetivo é claro, sendo ele caminhada, fotografia ou outro, então o consenso tornar-se-ia mais injusto para quem aderiu ao encontro com determinada expectativa.

Vale a pena pensar nisto quando aderimos a um evento.

David Monteiro

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: